IN THE NICK OF TIME | Recensão de Anabela Branco de Oliveira
IN THE NICK OF TIME
PDF

Palavras-chave

Recensão de Filme
IN THE NICK OF TIME
Cinema
David M. Lorenz

Categorias

Resumo

IN THE NICK OF TIME (2011)
Recensão de
Anabela Branco de Oliveira

Título original: EIN AUGENBLICK IN MIR
de David M. Lorenz
Alemanha, 2011, 13 min
Realização, produção: David M. Lorenz
Direcção de fotografia: Darja Pilz
Montagem: Florian Eisner, Darja Pilz
Música: Martin Kreft, Marina Funck

In The Nick of Time (Ein Augenblick in mir) é um filme de tempos e momentos, de interrupções e de recuperação de um tempo, de minutos irreversíveis e de instantes recuperáveis. É uma curta-metragem com treze minutos onde se concentram a vida e a possibilidade da morte, a mentira e a verdade, as fronteiras entre a alienação e a arte.
É uma curta-metragem feita de olhares, conduzida por olhares e espelhada nos olhares de um adulto e de uma criança: duas personagens na interrogação de um tempo. Um intercâmbio chapliniano. São duas personagens que estabelecem um pacto: o olhar da criança transforma a atitude do adulto. O olhar da criança exige a mudança, vigia o detalhe das atitudes, incentiva a arte, proclama a vida e não se deixa enganar. O rosto angustiado do adulto, em grande plano, choca com o rosto transparente e decidido da criança em plano de conjunto. Um rosto mais longínquo mas fortalecido e construído no olhar do adulto projetado para fora de campo.

PDF
Creative Commons License

Este trabalho encontra-se publicado com a Licença Internacional Creative Commons Atribuição 4.0.

Direitos de Autor (c) 2022 International Journal of Cinema